¡BEM VINDO!

Leia as normas de postagem e regras gerais do RPG.
Estamos na primavera (semana do dia 01 de Setembro de 2050).
Os avatares são de tamanho 200x320 e as assinaturas em até 500x300.
Os posts devem conter o mínimo de 8 (oito) linhas para não serem considerados flood.
Para copiar e colar seus textos do Word usem CTRL + SHIFT + V, assim se copiará em tal formato.
A primeira edição do profeta ainda está por vir, fiquem atentos!
Os mestrados serão feitos aos Sábados às 20:00hrs [BR].
As aulas terão início dia 20 de Janeiro.
Visite-nos na página do facebook!
» teste
Desde os tempos mais memoráveis, existe um mundo paralelo e oculto aos olhos dos "trouxas". Um lugar onde as leis da lógica e da física perdem todo o seu sentido, um lugar onde a magia é parte da vida cotidiana. Uma grande sociedade de magos e bruxos lutam uns contra os outros a fim evitarem que esse mundo seja descoberto, entre em colapso ou tenha sua ordem alterada por aqueles que não possuem ou desconhecem como manejar tal magia. Seja bem-vindo a este mundo mágico ambientado no ano de 2050. Você se atreve a escrever sua própria história nesse mundo ardilosamente fantástico?
Melhor Personagem FemeninoEm Breve!
Melhor Personagem MasculinoEm Breve!
Personagem mais AntisocialEm Breve!
Melhor ParceriaEm Breve!
Time of ImperviusAdmininistrador
The PensieveAdministrador
The Grey LadyAdministrador
Administrador
Info
Awards
Staff

InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Caros alunos, as aulas já se iniciaram! Não percam-as! Final da primeira rodada: 02/01/2014
Aos players: Não esqueçam-se que estamos em 2050!
Àqueles que quiserem participar do mestrado prolongado, o mesmo encontra-se disponível neste tópico.

Compartilhe | .
 

 Leito 02

Time of Impervius
avatarAdministrador

Mensagens : 279
Data de Inscrição : 16/12/2013

Wizard Profile
Fraternidade:
Ano Escolar: 1º Ano
Pontos Vitais :
75/75  (75/75)

http://rpgsud.forumeiros.com

MensagemAssunto: Leito 02    Seg Dez 23, 2013 12:11 pm
Leito 02
Independente da ala ou do andar os leitos do hospital seguem um padrão de quarto de hospital, todos os quartos são reservados para apenas um paciente, a não ser que a pedido dos mesmos que sejam parentes ou amigos, seja transformado assim o quarto em um quarto conjunto. Desta forma todos os quartos possuem uma confortável cama, com macios lençóis brancos, com um barrado com o simbolo do hospital e sobre esta sempre estarão um ou dois travesseiros fofinhos e um cobertor para os dias mais frios, ao lado da cama está uma pequena mesinha móvel para quando o paciente precisar de algum apoio para suas refeições e uma comoda baixinha onde pode deixar as coisas de maior necessidade ao lado de sua cama, embutida dentro desta está uma mini geladeira com bebidas como água e suco, sendo bebidas de teor alcoólico proibidas dentro do hospital. No teto está uma luminária com um ventilador que pode ser ativado nos dias mais quente. O quarto possui uma coloração verde bem clara, quase se assimilando aos branco, e uma janela que da para o fundo do hospital, mostrando a paisagem de um amplo jardim, tem proteção contra fugas ou qualquer tentativa de que pacientes que não estejam em bom estado de sanidade e tentem pular da mesma, possuindo assim um feitiço contra fugas. Em uma das paredes está um pequeno armário para o paciente guardar suas coisas e na outra se tem a porta para um banheiro simples onde o paciente pode tomar seus banhos e fazer suas higienes. Para seus acompanhantes e visitantes existe um confortável sofá de dois lugares para que assim possam se sentar. Qualquer coisa que o paciente deseje este pode chamar um dos enfermeiros através de uma campainha e logo um destes aparecerá para atende-lo.

Dorothy L. Sonëryon
avatarSlytherin

Mensagens : 13
Idade : 19
Localização : Hogwarts
Data de Inscrição : 01/01/2014

Wizard Profile
Fraternidade: Slytherin
Ano Escolar: 6º Ano
Pontos Vitais :
75/75  (75/75)


MensagemAssunto: Re: Leito 02    Seg Jan 06, 2014 2:09 pm
And this changes everything.
Era fácil conseguir um ‘passe livre’ pelos lugares quando descobriam o parentesco com alguém importante do Ministério, e neste caso, o parentesco com o mais alto escalão ministerial. Andei pelo hospital seguindo as placas de indicação. Eram infinitos corredores e todos eram tão iguais, o hospital estava mais para um labirinto.

Suspirei e continuei a caminhar. Finalmente o terceiro andar. Logo não foi muito complicado encontrar Aaron. Ouvi sua risada e isso o denunciou. Era bom ele estar rindo, porque eu iria matá-lo assim que o visse. Mas todo o sentimento de raiva se desfez assim que cheguei a porta e o vi na cama. — Isso é um ventilador, criação dos trouxas. Legal, né? — Estava escorada no batente da porta, observando a cena que se passava: Aaron divertindo-se com o ventilador que rodopiava acima de sua cabeça. Ele me olhou e revirou os olhos, como se dissesse que já sabia a função daquele aparelho.

Sorri para o garoto e adentrei o cômodo em que ele estava, um quarto incrivelmente branco. Ou melhor, quando se olhava mais atentamente, notava-se o leve tom esverdeado. Acomodei-me na cama, sentando a sua frente e dei um leve tapa em sua direita. As palavras pareceram fugir repentinamente e o meu interesse pelo brasão estampado na fronha do travesseiro aumentou. — Ser sobrinha do Ministro tem lá os seus privilégios, a recepcionista não queria deixar-me ver você e agora, cá estou. — Sorri e voltei a encará-lo, por mais estranho que fosse.

Procurei olhar profundamente seus olhos castanhos e notar algo que demonstrasse a alegria dele em me ver. Mordi o lábio inferior, tentando não ficar tão nervosa de repente. Mas que sete infernos estavam acontecendo? Era apenas o Aaron, não é? Um pirralho irritante e fofo. Fofo? É, fofo e lindo. Tá, chega! Tentei encontrar algo pra falar, um silencio constrangedor demonstrava querer surgir entre nós. — O que realmente aconteceu? Você está bem? Sabia que quase me matou de preocupação? — Desatei a falar e ele apenas me encarava risonho.

Droga! Isto somente acontecia em situações como esta, nas quais eu ficava muito nervosa e acabava por me atrapalhar toda. Voltei a encará-lo e ri. Ele ainda parecia um pouco machucado. Era estranho vê-lo assim, parecia tão vulnerável e não pude deixar de me sentir preocupada com seu estado de saúde. Levei minha mão até seu rosto e acariciei lentamente, sorrindo. Meu coração parecia tão acelerado de repente, mas uma calma descomunal se fazia presente, inclinei meu corpo e depositei um beijo delicado em sua face, sorrindo em seguida.

Ouvimos um barulho na porta e outra enfermeira adentrou o local. Voltei a minha postura ereta e sorri para a simpática senhora. Ela avisou que Aaron logo receberia alta, mas antes um dos medibruxos viria avaliar o estado dele. Ouvi um resmungo por parte do garoto e revirei os olhos. — Finalmente vam.. você vai pra casa, né? — Sorri envergonhada pra ele levantei-me. Lentamente andei até uma das janelas do quarto, observando o tempo do lado de fora. O tempo estava mudando.
Dory estava procurando o Aaron e encontrou ele no Quinto andar do Saint Mungus e usava essa roupa. Antes que me esqueça, esse é o post de número 002 e esse template foi feito pela clumsy do SA


dorothy lindvior sonëryon



Última edição por Dorothy L. Sonëryon em Seg Jan 06, 2014 5:18 pm, editado 1 vez(es)
Aaron T. Watts
avatarGryffindor

Mensagens : 20
Data de Inscrição : 01/01/2014

Wizard Profile
Fraternidade: Gryffindor
Ano Escolar: 6º Ano
Pontos Vitais :
75/75  (75/75)


MensagemAssunto: Re: Leito 02    Seg Jan 06, 2014 4:30 pm


Hospital Saint Mungus

Leito 02




Por incrível que pareça, aquele ventilador estava realmente me tirando do tédio, era divertido e estranhamente engraçado. O tombo da vassoura pareceu não ter trazido qualquer tipo de sequela, mas sem dúvidas aquilo havia sido bem doloroso. Já tinha uns três dias que eu estava ali me recuperando, perto do começo das aulas, mais uma vez minha ambição havia me passado a perna, e eu havia caído por pura besteira.

Há pouco uma enfermeira passara me avisando de uma visita, e sinceramente eu não fazia ideia de quem fosse a não ser algum parente. E então, enquanto eu brincava com aquela invenção trouxa tão divertida, ela entrara no quarto, já debochando de mim, era Dorothy, talvez a melhor presença que eu poderia ter naquele dia, melhor que qualquer parente ou medibruxo que eu pudesse encarar de novo.

- Eu sei o que é um ventilador, sua boba. - sorri revirando os olhos, olhando para a sonserina encostada no batente da porta, que logo se acomodou em minha cama me dando um leve tapa. Notei algo diferente em Dory, seria o cabelo? As roupas? Não.. Acho que era algo em seu comportamento, eu só não sabia o que era.

- Bom, vejamos, lá estava eu, mais um dia comum, esse ano eu quero uma boa posição no quadribol e então resolvi treinar um pouco... - ri, um pouco sem graça. - Digamos que eu não me sai muito bem, foi só um tombo de vassoura, nem era pra eu estar aqui. - Eu poderia até estar bem, mas ainda tinha alguns machucados e curativos no rosto e na perna.

- Só alguns arranhões. Quando vamos as compr... - foi quando Dorothy me deu um beijo no rosto, tão delicado que quase não pude sentir, mas, era bom. Senti algo, inexplicável, não sabia o que era, preferi deixar de lado.

Uma enfermeira adentrou o local. - Sua mãe lhe deixou alguns galeões, Sr. Aaron. E em relação ao senhor, recebe alta ainda hoje, um medibruxo virá lhe avisar.- A mulher deixou o ambiente sem muita enrolação. - Devem ser para as compras. - ri, e em pouco tempo um dos clínicos-gerais do hospital viera para me dar alta.

Me levantei, já recuperado e com apenas alguns curativos. - Você vem comigo, Dory? - olhei para a bruxa enquanto saía do leito dois, deixando o St. Mungus com meus galeões, indo direto para as compras anuais.





Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Leito 02    

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Sturm und Drang :: RPG Impervius :: Hospital Saint Mungus :: Terceiro Andar-